Eu não estou neste mundo para viver as suas expectativas.
E você não está neste mundo para viver as minhas.
Você é você, e eu sou eu,
E, se por acaso, nós nos encontrarmos, será ótimo.
Se não, nada se pode fazer. [Pearls]

É importante este desprendimento...isso é liberdade, amor, verdade....
muito além da nossa compreensão, e das nossas possibilidades mortais...
É importante o ato de sabermos que só estamos junto de algo
ou de alguém por que de fato queremos estar...
É importante saber que somos livres para ir e vir...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Osho

é bom...
ser livre...

Se você encontrou a sua verdade dentro você,
não há mais nada para descobrir em toda esta existência.
A verdade está atuando através de você.
Quando você abre os olhos, é a verdade abrindo os olhos.
Quando fecha os seus olhos,
é a verdade que está fechando os olhos.
Esta é uma meditação extraordinária.
Se você puder simplesmente entender o mecanismo,
não precisará fazer nada - o que quer que estiver fazendo,
estará sendo feito pela verdade.
Se você estiver andando, será a verdade andando;
se estiver dormindo, será a verdade dormindo;
se estiver falando, será a verdade falando;
se estiver em silêncio, será a verdade que estará em silêncio.
Esta é uma das técnicas de meditação mais simples.
Pouco a pouco, tudo se acomoda segundo esta fórmula
simples e, então, não há mais necessidade da técnica.
Quando você está curado, joga fora a meditação,
joga fora o remédio.
Então, você vive como verdade -- cheio de vida,
radiante, satisfeito, abençoado, uma canção em si mesmo.
Toda a sua vida se transforma em uma prece sem palavras
ou, melhor dizendo, em um estado de oração,
em um estado de graça, de beleza que não pertence a este mundo,
em um raio de luz vindo do além,
iluminando a escuridão do nosso mundo.

Osho

respostas...
elas sempre vem...

A verdadeira vida de um homem
é o caminho no qual ele se desfaz
das mentiras que lhe foram impostas pelos outros.
Desprovido das roupas, nu, ao natural, ele é aquilo que é.
Trata-se aqui de ser, e não de vir a ser.
A mentira não pode transformar-se na verdade,
a personalidade não pode transformar-se na sua alma.
Não existe maneira de transformar o não-essencial em essencial.
O não-essencial permanece não-essencial,
e o essencial permanece essencial -- eles não são conversíveis.
Esforçar-se pela verdade só vai criar mais confusão.
A verdade não precisa ser conquistada.
Ela não pode ser conquistada, pois já está aí.
Apenas a mentira é que precisa ser descartada.
Todos os anseios, propósitos, ideais e metas,

todas as ideologias, religiões e sistemas de aperfeiçoamento,
de melhoramento, são mentiras.
Cuidado com tudo isso.
Reconheça o fato de que do jeito como você é agora,
você é uma mentira, resultado de manipulação,
produzido pelos outros.
A busca da verdade é de fato uma distração e um adiamento.
É a fórmula encontrada pela mentira para disfarçar-se.
Olhe a mentira de frente, examine a fundo a falsidade
que é a sua personalidade.
Pois encarar a mentira é parar de mentir.
Deixar de mentir é desistir de buscar alguma verdade -
não há necessidade disso.
No momento em que desaparece a mentira,
ali está a verdade em toda a sua beleza e esplendor.
Encarando-se a mentira ela desaparece, e o que fica é a verdade.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Os três r's:

"Lembre-se dos três r's:
- respeito por si mesmo;
- respeito pelos outros;
- responsabilidade para todas as suas ações."

UM DEFEITO NA MULHER

Quando Deus fez a mulher já estava em seu
sexto dia de trabalho fazendo horas extras.
Um anjo apareceu e Lhe disse:
Por quê leva tanto tempo nisto?'
E o Senhor respondeu:
Já viu a minha ficha de especificações para ela?'
Deve ser completamente lavável,
mas sem ser de plástico, ter mais de 200 peças
móveis e ser capaz de funcionar com uma
dieta de qualquer coisa, até sobras, ter um colo que possa
acomodar quatro crianças ao mesmo tempo,
ter um beijo que possa curar desde um
joelho arranhado até um coração partido
e fará tudo isto somente com duas mãos.
O anjo se maravilhou com as especificações.
somente duas mãos.... Impossível!
e este é somente o modelo básico?
É muito trabalho para um dia...
Espere até amanhã para terminá-la.
Isso não, protestou o Senhor.
Estou tão perto de terminar esta criação
que é favorita de Meu próprio coração.
Ela se cura sozinha quando está doente e
pode trabalhar jornadas de 18 horas.
O anjo se aproximou mais e tocou a mulher.
mas o Senhor a fez tão suave...
É suave, disse Deus,
mas a fiz também forte.
Você não tem idéia do que pode agüentar ou conseguir.
Será capaz de pensar?' perguntou o anjo.
Deus respondeu:
Não somente será capaz de pensar mas
também que raciocinar e de negociar
O anjo então notou algo e estendendo a mão
tocou a bochecha da mulher....
Senhor, parece que este modelo tem um vazamento...
Eu Lhe disse que estava colocando muita coisa nela...
Isso não é nenhum vazamento...
é uma lágrima corrigindo-o o Senhor..
Para que serve a lágrima, perguntou o anjo.
e Deus disse: As lágrimas são sua maneira
de expressar seu destino, sua pena, seu desengano,
seu amor, sua solidão, seu sofrimento, e seu orgulho.
Isto impressionou muito ao anjo,
O Senhor é um gênio, pensou em tudo.
A mulher é verdadeiramente maravilhosa
Sim é!
A mulher tem forças que maravilham aos homens.
Agüentam dificuldades, levam grandes cargas,
mas têm felicidade, amor e alegria.
Sorriem quando querem gritar.
Cantam quando querem chorar.
Choram quando estão felizese,
riem quando estão nervosas.
Lutam pelo que crêem.Enfrentam à injustiça.
Não aceitam não como resposta quando
elas crêem que há uma solução melhor.
Privam-se para que a sua família possa ter.
Vão ao médico com uma amiga que tem medo de ir.
Amam incondicionalmente.
Choram quando seus filhos triunfam e
se alegram quando seus amigos ganham prêmios.
Ficam felizes quando ouvem sobre
um nascimento ou um casamento.
Seu coração se parte quando morre uma amiga.
Sofrem com a perda de um ente querido,
entretanto são fortes quando
pensam que já não há mais forças.
Sabem que um beijo e um abraço
podem ajudar a curar um coração partido.
Entretanto, há um defeito na mulher:
É que ela se esquece o quanto vale.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Mãe é mãe, o resto é tudo...

Uma mulher caminhava com sua filha de 4 anos, quando
ela apanhou qualquer coisa do chão e ia pôr na boca.
A mulher ralhou com a criança e disse-lhe para nunca fazer isso.

-Mas porquê? - Perguntou ela.

A mulher respondeu que se estava no chão, estava sujo e cheio de micróbios.
Nesse momento, a filha olhou-a com admiração e perguntou:

- Mãe, como sabe tudo isso? É tão inteligente...

A mulher respondeu-lhe:

- Todas as Mães sabem estas coisas.
Quando alguém quer ser Mãe tem que fazer um teste e
tem que saber todas estas coisas, se não, não pode ser Mãe.

Caminharam em silêncio e depois de alguns minutos,
depois de pensar no assunto a filha de repente disse:

- Ah, já percebi. Se não passasse no teste, você seria o Pai.

- Exatamente. Respondeu a mulher com um grande sorriso na boca.

caminhando juntos... sempre!!!!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Aquele que possui a força

é visto como louco

aos olhos dos que

não a entendem.

************

_________*Rosana*____________*Rosana*R
______*Rosana*Rosana_______*Rosana*Rosana*R
____*Rosana*Gabriel*Rosa___*Rosana*Rosana*Rosa
___*Rosana*Gabriel*Rosana*Rosana*Ros_______*Ros
__*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Ros_________*Ros
_*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosana*_______*Ros
_*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosa______*
*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosana*
*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosana*R
*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosana*
*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosana
_*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosa
__*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Ro
____*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosana
______*Rosana*Gabriel*Gabriel*Gabriel*Rosana*R
_________*Rosana*Gabriel*Gabriel*Rosana*Ro
____________*Rosana*Gabriel*Gabriel*Ros
______________*Rosana*Gabriel*Rosan
_________________*Rosana*Rosan
___________________*Rosana*R
_____________________*Rosan
______________________*Ros
_______________________*R

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Dualidades

Não sei se te quero homem velho:
cheio de histórias e segredos e formalidades...
ou se te quero menino-moleque
entre ansiedades e fantasias,
pedindo meu colo...
Não sei se te quero entre trabalhos:
máquinas modernas,
empenhos e responsabilidades...
ou se te quero criatividade,
fazendo brotar, ludicamente,
mil programações...
Não sei se te quero razão:
maduramente se posicionando
acerca de problemas, carências e dores...
ou se te quero sonhando acordado,
cheio de emoções,
a curtir sua música predileta...

Tens um lado de brilho que me encanta,
e um lado de sombras que me assusta...

Enquanto isso,
sou festa e arrebatamento
- adolescente-poeta abrindo o coração -
e sou receios,
sem saber como lidar
com o sentimento novo
que me invade...

Ambigüidades à parte,
só sei - por inteiro -
que sonho acordada
te ver chegando
(sorriso-chamego),
nas asas da ternura,
numa tarde de sol,
pro meu aconchego...
Jeanette De Cnop

é bom...
sorrir.....

domingo, 20 de setembro de 2009

Antes de ser mãe...


Antes de ser mãe, eu fazia e comia refeições quentes.
Eu usava roupas sem manchas.
Eu tinha calmas conversas ao telefone.
Antes de ser mãe,
Eu dormia tão tarde quanto eu quisesse e nunca me preocupava com que horas iria para a cama.
Eu escovava meus cabelos e tomava banho sem pressa.
Antes de ser mãe,
Minha casa estava limpa todos os dias.
Eu nunca tropeçava em brinquedos ou pensava em canções de ninar.
Antes de ser mãe,
Eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas.
Eu nem sabia que existiam protetores de tomada...
Antes de ser mãe,
Ninguém nunca tinha vomitado ou cuspido em mim.
Eu nunca tinha sido mordida nem beliscada por dedos minúsculos.
Ninguém nunca tinha me molhado.
Antes de ser mãe,
Eu tinha controle da minha mente, dos meus pensamentos,
do meu corpo e do meu tempo.
Eu dormia a noite toda!!
Antes de ser mãe,
Eu nunca tinha segurado uma criança chorando para que
pudessem fazer exames ou aplicar vacinas.
Eu nunca havia experimentado a maravilhosa sensação
de amamentar e saciar um bebê faminto.
Eu nunca tinha olhado em olhos marejados e chorado.
Eu nunca tinha ficado tão gloriosamente feliz por causa de um simples sorriso.
Eu nunca tinha sentado tarde da noite só para admirar um bebê dormindo.
Eu nunca tinha segurado um bebê dormindo só porque eu não queria deixá-lo.
Eu nunca havia sentido meu coração se quebrar em um milhão de pedaços
porque eu não pude parar uma dor.
Eu nunca imaginaria que algo tão pequeno pudesse afetar tanto minha vida.
Eu nunca soube que eu amaria ser mãe.
Antes de ser mãe,
Eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora de meu corpo.
Eu não conhecia a força do amor entre uma mãe e seu filho.
Antes de ser mãe,
Eu não conhecia o calor,
A alegria,
O amor,
A preocupação,
A plenitude
Ou a satisfação de ser mãe.
Eu não sabia que era capaz de sentir tudo isso com tanta intensidade.
Antes de ser mãe...

Desconheço o autor

é...


Não ouço a tua voz
Não sinto o teu perfume
Os extremos nos separam
O desejo nos une

Não vejo o teu rosto
Não provei o teu gosto
Sonho com tuas mãos frias
Aquecendo o meu prazer

O frio do sul
Reacendeu o meu calor
Joguei o cobertor
Corri pra varanda
Olhei no horizonte
E gritei o teu nome...

A cama, moldura de tuas curvas
Espera ávida pela visita do pecado
Que peca pela sua ausência

Paulo Medeiros

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Libra

Existem muitos mitos que caracterizam o signo de libra.
O mais interessante é o mito grego de Tirésias.
Tirésias era protegido da deusa Hera e por isso a ele foi concedida a permissão de assistir a cópula de duas serpentes no bosque sagrado da deusa.
Tirésias, sensível e curioso, pergunta à deusa:
Qual dos dois sente mais prazer, o macho ou a fêmea?
Hera, sem saber o que responder, concedeu-lhe a
dádiva de passar parte de sua vida como mulher e
parte como homem, para que ele mesmo pudesse responder.
Quando terminado o período de experimentação,
Tirésias é chamado diante de Zeus e Hera,
que perguntam a ele quem sente mais prazer.
Primeiro ele tenta ser diplomata, para não ferir ninguém,
mas sem querer acaba dizendo a verdade:
é a fêmea que sente mais prazer.
Zeus fica furioso e diminuído em sua vaidade masculina e
torna Tirésias cego.
Há de se saber que na mitologia grega a cegueira é sinônimo
de visão interior, ou seja, Tirésias, depois de sua experiência,
adquire a visão mais profunda do masculino e do feminino.
Características de Libra
Libra é um signo que traz em si a polaridade universal dos
princípios masculinos e femininos,
bom como toda polaridade advinda desses princípios.
Portanto, é um signo indeciso por natureza.
Libra tem necessidade de equilíbrio entre opostos,
da estética, e tem grande sensibilidade artística.
Como Sócrates, libra procura o bom, o belo e o verdadeiro.
São pessoas de iniciativa e não conseguem viver
sem um objetivo claro.
Acreditam piamente na justiça e
isso acaba por lhes trazer muita infelicidade.
A mulher de Libra
A mulher desse signo se caracteriza por seu amor
à arte, à beleza, às formas estéticas e à ética.
Possui classe e elegância, mas tem uma mente masculina,
cortante e inteligente.
Pouco emocional não gosta de ficar só.
A diplomacia é o seu dom até que a tirem do sério.
É intelectual, conservadora, organizada e muito ligada à carreira.
Tem tendência a represar suas emoções e
quase nunca se entrega a uma paixão.
Mas adora o romance,
principalmente aquele rodeado de damas e cavaleiros.
Este é um signo que, apesar de venusiano e absolutamente
conectado ao amor, prefere o refinamento dos gestos e
das atitudes nessa área de sua vida.
Quer conquistar seu coração?
Fale baixo, gesticule com charme, mantenha
suas emoções sob rígido equilíbrio e seja muito,
muito inteligente nas respostas e
nas tentativas de seduzi-lo.

domingo, 13 de setembro de 2009

Consciência

Nós viemos do desconhecido, e avançamos para o desconhecido.
Nós ainda voltaremos. Já estivemos por aqui milhares de vezes,
e voltaremos milhares de vezes. O nosso ser essencial é imortal,
mas nosso corpo, a nossa corporificação, é mortal.
As molduras em que nos colocamos, nossas casas, o corpo, a mente,
são feitas de coisas materiais. Essas coisas perderão a força,
ficarão velhas, elas morrerão. A sua consciência, porém,
é algo que está além do corpo e da mente, algo que está além de tudo;
essa "não-mente" é eterna.
Ela adquire uma expressão física, e torna a mergulhar
depois no desconhecido.
Esse movimento, do desconhecido para o conhecido e
do conhecido para o desconhecido, continua por toda a eternidade,
a menos que a pessoa se torne iluminada.
Quando isso acontecer, essa será a sua última vida:
essa flor não voltará mais.
A flor que se torna consciente de si mesma não precisa mais voltar
à vida, porque a vida nada mais é do que uma escola aonde se
vem para aprender.
É alguém que aprendeu a lição e encontra-se agora acima das ilusões.
Pela primeira vez, você não irá mais se deslocar do conhecido
para o desconhecido, mas para o incognoscível.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Rifa-se um coração (quase novo)


Rifa-se um coração quase novo.
Um coração idealista.Um coração como poucos.
Um coração à moda antiga.
Um coração moleque que insiste em pregar peças no seu usuário.
Rifa-se um coração que na realidade está um pouco usado,
meio calejado, muito machucado
e que teima em alimentar sonhos, e cultivar ilusões.
Um pouco inconseqüenteque nunca desiste de acreditar nas pessoas.
Um leviano e precipitado,coração que acha que Tim Maia
estava certoquando escreveu...
"não quero dinheiro,eu quero amor sincero, é isso que eu espero...".
Um idealista...
Um verdadeiro sonhador...
Rifa-se um coração que nunca aprende.
Que não endurece,e mantém sempre viva
a esperança de ser feliz,sendo simples e natural.
Um coração insensato que comanda o racional
sendo louco o suficiente para se apaixonar.
Um furioso suicida que vive procurando relações
e emoções verdadeiras.
Rifa-se um coração que insisteem cometer sempre os mesmos erros.
Esse coração que erra, briga, se expõe.
Perde o juízo por completo em nome de causas e paixões.
Sai do sério e, às vezes revê suas posições
arrependido de palavras e gestos.
Este coração tantas vezes incompreendido.
Tantas vezes provocado. Tantas vezes impulsivo.
Rifa-se este desequilibrado emocional que,
abre sorrisos tão largos que quase dá pra engolir as orelhas,
mas que também arranca lágrimas e faz murchar o rosto.
Um coração para ser alugado,
ou mesmo utilizado por quem gosta de emoções fortes.
Um órgão abestado indicado apenas para quem quer
viver intensamente e, contra indicado para os que apenas
pretendem passar pela vida matando o tempo,
defendendo-se das emoções.
Rifa-se um coração tão inocenteque se mostra sem armaduras e
deixa louco o seu usuário.Um coração que quando parar de bater
ouvirá o seu usuário dizer para São Pedro
na hora da prestação de contas:
"O Senhor poder conferir", eu fiz tudo certo,
só errei quando coloquei sentimento.
Só fiz bobagens e me dei mal
quando ouvi este louco coração de criança
que insiste em não endurecer e, se recusa a envelhecer".
Rifa-se um coração, ou mesmo troca-se por outro
que tenha um pouco mais de juízo.
Um órgão mais fiel ao seu usuário.
Um amigo do peito que não maltrate tanto o ser que o abriga.
Um coração que não seja tão inconseqüente.
Rifa-se um coração cego, surdo e mudo,
mas que incomoda um bocado.
Um verdadeiro caçador de aventuras que,
ainda não foi adotado, provavelmente,
por se recusar a cultivar ares selvagens ou racionais,
por não querer perder o estilo.
Oferece-se um coração vadio, sem raça, sem pedigree.
Um simples coração humano.
Um impulsivo membro de comportamento até meio ultrapassado.
Um modelo cheio de defeitos que, mesmo estando fora do mercado,
faz questão de não se modernizar, mas vez por outra,
constrange o corpo que o domina.
Um velho coração que convence seu usuário
a publicar seus segredos e, a ter a petulância
de se aventurar como poeta.

(Clarice Lispector)



terça-feira, 8 de setembro de 2009

"Ainda pior que a convicção do não, é a incerteza do talvez,
é a desilusão de um 'quase'. É o quase que me incomoda,
que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi
Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda,
quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos,
nas chances que se perdem por medo,
nas idéias que nunca sairão do papel por essa

bendita mania de viver no outono.
Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna;
ou melhor, não me pergunto, contesto.
A resposta eu sei de cor, está estampada na distância
e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços,
na indiferença dos 'Bom dia', quase que sussurrados.

Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre

a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo,
o mar não teria ondas, os dias seriam nublados
e o arco-íris em tons de cinza.
O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma,
apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.
Não é que a fé mova montanhas,
nem que todas as estrelas estejam ao alcance...
para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos

somente paciência, porém, preferir a derrota prévia
à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.
Pros erros há perdão; pros fracassos, chance;
pros amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma.
Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode,
que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você.

Gaste mais horas realizando que sonhando,
fazendo que planejando, vivendo que esperando porque,
embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive ........... já morreu!!"


(Luis Fernando Veríssimo)

A Idade de Ser Feliz

Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos

Uma só idade para a gente se encantar
com a vida e viver apaixonadamente

e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa

Longe e um lugar que não existe...

Richard Bach

Há muito tempo, Rae Hansen, uma menina às vésperas de seus cinco anos,convida o amigo Richard Bach para sua festa de aniversário.

Confiante, ela o espera, apesar de saber que sua casa ficava além dos desertos, tempestades e montanhas...

Como Richard Bach chega até lá e o presente que ele lhe dá são narrados nessa história mágica. Este clássico continua a inspirar as relações de amizade que não mais dependem de tempo nem espaço.

Quem já voou nas asas da gaivota encontrará aqui muitos pensamentos para compartilhar “até que finalmente acabará descobrindo que não precisa do anel nem de pássaro para voar sozinho acima da quietude das nuvens" e "que as únicas coisas que importam são as feitas de verdade e alegria”.

“— Rae! Obrigado por me convidar para a sua festa de aniversário!” Sua casa fica a mil quilômetros da minha e viajo apenas pela melhor das razões. E uma festa para Rae é a melhor e estou ansioso para estar ao seu lado.

Começo a viagem no coração do Beija-Flor, que há tanto tempo você e eu conhecemos. Ele se mostrou amigo como sempre, mas ficou espantado quando lhe disse que a pequena Rae estava crescendo e que eu estava indo à sua festa de aniversário, levando um presente.

Voamos algum tempo em silêncio, até que finalmente ele disse:

— Não entendo muito bem o que você falou, mas o que menos entendo é o fato de estar indo a uma festa.

— Claro que estou indo à festa. — respondi. — O que há de tão difícil de se compreender nisso?

Ele ficou calado e só voltou a falar quando chegamos à casa da coruja:

— Podem os quilômetros separar-nos realmente dos amigos? Se quer estar com Rae, já não está lá?

— A pequena Rae está crescendo e estou indo à sua festa de aniversário com um presente. — falei para a coruja.


Parecia estranho dizer "indo" depois da conversa com Beija-Flor, mas falei assim mesmo para que Coruja compreendesse.
Coruja também voou em silêncio pôr um longo tempo. Era um silêncio amistoso, mas Coruja disse ao me deixar em segurança na casa da águia:

— Não entendo muito bem o que você falou, mas o que menos entendo é ter chamado sua amiga de pequena.

— Claro que ela é pequena, porque não é crescida — respondi. — O que há de tão difícil de se compreender nisso?

Coruja fitou-me com os olhos profundos, cor de âmbar, sorriu e disse:

— Pense a respeito.

— A pequena Rae está crescendo e estou indo à sua festa de aniversário com um presente. — falei para Águia.

Parecia estranho falar agora "indo" e "pequena", depois das conversas com Beija-Flor e Coruja, mas falei assim mesmo para que Águia compreendesse.

Voamos juntos sobre as montanhas, subindo nos ventos das montanhas. E Águia finalmente disse :

— Não entendo muito bem o que você falou, mas o que menos entendo é essa palavra aniversário.

— Claro que é aniversário. — respondi. — Vamos comemorar a hora que Rae começou e antes da qual ela não era. O que há de tão difícil de se compreender nisso?

Águia curvou as asas para a descida e foi pousar suavemente sobre a areia do deserto.

— Um tempo antes de Rae começar? Não acha que é mais a vida de Rae que começou antes que o tempo existisse?

— A pequena Rae está crescendo e estou indo à sua festa de aniversário com um presente. — falei para Gavião. Parecia estranho falar "indo", "pequena" e "aniversário", depois das conversas com Beija-Flor, Coruja e Águia, mas falei assim mesmo para que Gavião compreendesse.

O deserto se estendia interminavelmente lá embaixo e Gavião finalmente disse:

— Não entendo muito bem o que você falou, mas o que menos entendo é crescendo.

Claro que ela está crescendo — respondi. — Rae está mais perto de ser adulta, mais um ano longe de ser criança. O que há de tão difícil de se compreender nisso?

Gavião pousou finalmente numa praia deserta.
— Mais um ano longe de ser criança? Isso não me parece ser o mesmo que crescer.

E Gavião alçou vôo e foi embora.

Eu conhecia o bom senso de Gaivota. Voamos juntos, pensei com muito cuidado e escolhi as palavras, a fim de que, ao falar, Gaivota soubesse que eu estava aprendendo:

— Gaivota, por que está me levando a voar para ver Rae, quando na verdade sabe que estou com ela?

Gaivota sobrevoou o mar, as colinas, as ruas, pousou suavemente em seu telhado e disse:

— Porque o importante é você saber a verdade. Até saber, até realmente compreender, só pode demonstrá-la em coisas menores, com ajuda externa, de máquinas e pessoas e pássaros. Mas deve se lembrar sempre que não saber não impede a verdade de ser verdadeira.

E Gaivota se foi.

E agora é chegado o momento de abrir o seu presente.


Presentes de lata e vidro amassam e quebram num dia, somem para sempre.
Mas eu tenho um presente melhor para você.
É um anel para você usar.
Cintila com uma luz especial e não pode ser tirado pôr ninguém, não pode ser destruído.

Somente você, no mundo inteiro, pode ver o anel que lhe dou hoje, como fui o único que pude vê-lo quando era meu.
O anel lhe dá um novo poder.

Usando-o, você pode alçar vôo nas asas de todos os pássaros que voam.

Pode ver através dos olhos dourados deles, pode tocar o vento que passa pôr suas penas macias, pode conhecer a alegria de se elevar muito acima do mundo e suas preocupações.

Pode permanecer no céu pôr tanto tempo quanto quiser, através da noite, pelo descer do sol; e quando sentir vontade de outra vez descer, suas perguntas terão respostas, suas preocupações terão acabado.

Como tudo o que não pode ser tocado com a mão nem visto com o olho, seu presente se torna mais forte à medida que o usa.

A princípio, pode usá-lo apenas quando está fora de casa, contemplando o pássaro com quem você voa.

Mais tarde, porém, se usá-lo bem, vai funcionar com pássaros que não pode ver, até que finalmente acabará descobrindo que não precisa do anel nem de pássaro para voar sozinho acima da quietude das nuvens.

E quando esse dia chegar, deve dar seu presente a alguém que saiba que irá usá-lo bem, alguém que possa aprender que as coisas que importam são as feitas de verdade e alegria, não as de lata e vidro.

Rae, este é o último dia especial de comemoração a cada ano que estarei com você, tendo aprendido com os nossos amigos, os pássaros.

Não posso ir ao seu encontro porque já estou com você.

Você não é pequena porque já é crescida, brincando entre suas vidas como todos fazemos, pelo prazer de viver.


Você não tem aniversário porque sempre viveu; nunca jamais haverá de morrer.

Não é a filha das pessoas a quem chama de mãe e pai, mas a companheira de aventuras delas na jornada maravilhosa para compreender as coisas que são.

Cada presente de um amigo é um desejo de felicidade.

É o caso do anel.

Voe livre e feliz além de aniversários e através do sempre.

Haveremos de nos encontrar outra vez, sempre que desejarmos, no meio da única comemoração que não pode jamais terminar.


*************************************************

Existem pessoas que pemanecem muito tempo em
nossas vidas e simplesmente vão,
sem deixar muita coisa, ou mesmo nada...
Mas existem outras que passam rapidamente e
deixam sua marca, seja ela qual for...
são pessoas que nos fazem sorrir ao serem lembradas,
ao escutarmos uma música, ou passarmos em lugares,
ou simplesmente, nos vem a cabeça sem nenhum motivo...
só porque veio...
que pensamos como seria bom estar por perto quando
estamos felizes, quando nos divertimos
com as pequenas coisas da vida...
pessoas que merecem saber, que estejam o quão longe
estiverem, sempre haverá alguém que lhe deseja
toda a felicidade do mundo!!
que sabem se fazer presentes em nossa vida,
com carinho, respeito, e sinceridade.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Estatuto do Homem

(Ato Institucional Permanente)

Artigo I

Fica decretado que agora vale a verdade.
agora vale a vida,
e de mãos dadas,
marcharemos todos pela vida verdadeira.

Artigo II

Fica decretado que todos os dias da semana,

inclusive as terças-feiras mais cinzentas,
têm direito a converter-se em manhãs de domingo.

Artigo III

Fica decretado que, a partir deste instante,
haverá girassóis em todas as janelas,
que os girassóis terão direito
a abrir-se dentro da sombra;
e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro,
abertas para o verde onde cresce a esperança.

Artigo IV

Fica decretado que o homem
não precisará nunca mais
duvidar do homem.
Que o homem confiará no homem
como a palmeira confia no vento,
como o vento confia no ar,
como o ar confia no campo azul do céu.


Parágrafo único:

O homem, confiará no homem
como um menino confia em outro menino.

Artigo V

Fica decretado que os homens
estão livres do jugo da mentira.
Nunca mais será preciso usar
a couraça do silêncio
nem a armadura de palavras.
O homem se sentará à mesa
com seu olhar limpo
porque a verdade passará a ser servida
antes da sobremesa.

Artigo VI

Fica estabelecida, durante dez séculos,
a prática sonhada pelo profeta Isaías,
e o lobo e o cordeiro pastarão juntos
e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

Artigo VII

Por decreto irrevogável fica estabelecido

o reinado permanente da justiça e da claridade,
e a alegria será uma bandeira generosa
para sempre desfraldada na alma do povo.

Artigo VIII

Fica decretado que a maior dor
sempre foi e será sempre
não poder dar-se amor a quem se ama
e saber que é a água
que dá à planta o milagre da flor.

Artigo IX

Fica permitido que o pão de cada dia

tenha no homem o sinal de seu suor.
Mas que sobretudo tenha
sempre o quente sabor da ternura.

Artigo X

Fica permitido a qualquer pessoa,

qualquer hora da vida,
o uso do traje branco.

Artigo XI

Fica decretado, por definição,
que o homem é um animal que ama
e que por isso é belo,
muito mais belo que a estrela da manhã.

Artigo XII

Decreta-se que nada será obrigado
nem proibido,
tudo será permitido,
inclusive brincar com os rinocerontes
e caminhar pelas tardes
com uma imensa begônia na lapela.

Parágrafo único:

Só uma coisa fica proibida:
amar sem amor.

Artigo XIII

Fica decretado que o dinheiro
não poderá nunca mais comprar
o sol das manhãs vindouras.
Expulso do grande baú do medo,
o dinheiro se transformará em uma espada fraternal
para defender o direito de cantar
e a festa do dia que chegou.

Artigo Final.

Fica proibido o uso da palavra liberdade,
a qual será suprimida dos dicionários
e do pântano enganoso das bocas.
A partir deste instante
a liberdade será algo vivo e transparente
como um fogo ou um rio,
e a sua morada será sempre
o coração do homem.

Thiago de Mello

sábado, 18 de julho de 2009

Quem não dá assistência, abre concorrência...

Você homem da atualidade, vem se surpreendendo
diuturnamente com o "nível" intelectual, cultural e,
principalmente, "liberal" de sua mulher, namorada e etc.
Às vezes sequer sabe como agir, e lá no fundinho tem aquele
medo de ser traído - ou nos termos usuais: "corneado".
Saiba de uma coisa... esse risco é iminente, a probabilidade

disso acontecer é muito grande, e só cabe a você, e a ninguém
mais evitar que isso aconteça ou, então, assumir seu "chifre"
em alto e bom som.
Você deve estar perguntando porque eu gastaria meu precioso

tempo falando sobre isso.
Entretanto, a aflição masculina diante da traição vem me
chamando a atenção já há tempos.
Mas o que seria uma "mulher moderna"?
A princípio seria aquela que se ama acima de tudo, que não
perde (e nem tem) tempo com/para futilidades, é aquela que
trabalha porque acha que o trabalho engrandece, que é
independente sentimentalmente dos outros, que é corajosa,
companheira, confidente, amante...
É aquela que às vezes tem uma crise súbita de ciúmes mas que
não tem vergonha nenhuma em admitir que está errada e
correr pros seus braços...
É aquela que consegue ao mesmo tempo ser forte e meiga,
desarrumada e linda...
Enfim, a mulher moderna é aquela que não tem medo de nada
nem de ninguém, olha a vida de frente, fala o que pensa e
o que sente, doa a quem doer...
Assim, após um processo "investigatório" junto a essas
"mulheres modernas" pude constatar o pior:
VOCÊ SERÁ (OU É???) "corno", a menos que:
-Nunca deixe uma "mulher moderna" insegura.
Antigamente elas choravam.
Hoje, elas simplesmente traem, sem dó nem piedade.
- Não ache que ela tem poderes "adivinhatórios".
Ela tem de saber - da sua boca - o quanto você gosta dela.
Qualquer dúvida neste sentido poderá levar
às conseqüências expostas acima.
- Não ache que é normal sair com os amigos (seja pra beber,
pra jogar futebol...) mais do que duas vezes por semana,
três vezes então é assinar atestado de "chifrudo".
As "mulheres modernas" dificilmente andam implicando
com isso, entretanto elas são categoricamente "cheias
de amor pra dar" e precisam da "presença masculina".
Se não for a sua meu amigo... bem...
- Quando disser que vai ligar, ligue, senão o risco dela ligar
pra aquele ex bom de cama é grandessíssimo.
- Satisfaça-a sexualmente.
Mas não finja satisfazê-la. As "mulheres modernas" têm um
pique absurdo com relação ao sexo e, principalmente dos 20
aos 38 anos, elas pensam em - e querem - fazer sexo todos
os dias (pasmem, mas é a pura verdade)... bom,
nem precisa dizer que se não for com você...
- Lhe dê atenção.
Mas principalmente faça com que ela perceba isso.
Garanhões mau (ou bem) intencionados sempre existem,
e estes quando querem são peritos em levar uma mulher às nuvens.
Então, leve-a você, afinal, ela é sua ou não é????
Nem pense em provocar "ciuminhos" vãos.
Como pude constatar, mulher insegura é uma máquina
colocadora de chifres.
- Em hipótese alguma deixe-a desconfiar do fato de você
estar saindo com outra.
Essa mera suposição da parte delas dá ensejo ao um "chifre"
tão estrondoso que quando você acordar, meu amigo,
já existirá alguém MUITO MAIS "comedor" do que você...
só que o prato principal, bem...dessa vez é a SUA mulher.
Sabe aquele bonitão que, você sabe, sairia com a sua mulher
a qualquer hora.
Bem... de repente a recíproca também pode ser verdadeira.
Basta ela, só por um segundo, achar que você merece...
Quando você reparar... já foi. - Tente estar menos "cansado".
A "mulher moderna" também trabalhou o dia inteiro e,
provavelmente, ainda tem fôlego para - como diziam os homens
de antigamente - "dar uma", para depois, virar pro lado e
simplesmente dormir.
- Volte a fazer coisas do começo da relação.
Se quando começaram a sair viviam se cruzando em "baladas",
"se pegando" em lugares inusitados, trocavam e-mails ou
telefonemas picantes, a chance dela gostar disso é muito grande,
e a de sentir falta disso então é imensa. A "mulher moderna" não
pode sentir falta dessas coisas...senão... Bem amigos, aplica-se,
finalmente, o tão famoso jargão "quem não dá assistência,
abre concorrência".
Deste modo, se você está ao lado de uma mulher de quem
realmente gosta e tem plena consciência de que, atualmente
o mercado não está pra peixe (falemos de qualidade),
pense bem antes de dar alguma dessas "mancadas"...
proteja-a, ame-a, e, principalmente, faça-a saber disso.
Ela vai pensar milhões de vezes antes de dar bola pra aquele
"bonitão" que vive enchendo-a de olhares...
e vai continuar, sem dúvidas, olhando só pra você!

Arnaldo Jabor
Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas,
que já têm a forma do nosso corpo,
e esquecer os nossos caminhos,
que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia: e se não ousarmos fazê-la,
teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.

(Fernando Pessoa)

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Perdoar e Esquecer

Perdoar e esquecer equivale a jogar pela janela experiências
adquiridas com muito custo.
Se uma pessoa com quem temos ligação ou convívio nos faz algo

de desagradável ou irritante, temos apenas de nos perguntar
se ela nos é ou não valiosa o suficiente para aceitarmos
que repita segunda vez e com frequência semelhante tratamento,

e até de maneira mais grave.
Em caso afirmativo, não há muito a dizer, porque falar ajuda pouco.
Temos, portanto, de deixar passar essa ofensa, com ou sem

reprimenda; todavia, devemos saber que agindo assim
estaremos a expor-nos à sua repetição.
Em caso negativo, temos de romper de modo imediato e

definitivo com o valioso amigo ou,
se for um servente, dispensá-lo.
Pois, quando a situação se repetir, será inevitável que ele faça

exatamente a mesma coisa, ou algo inteiramente análogo,
apesar de, nesse momento, nos assegurar o contrário de
modo profundo e sincero.
Pode-se esquecer tudo, tudo, menos a si mesmo,

menos o próprio ser, pois o caráter é absolutamente incorrigível
e todas as ações humanas brotam de um princípio íntimo,
em virtude do qual, o homem, em circunstâncias iguais,
tem sempre de fazer o mesmo, e não o que é diferente.
Por conseguinte, reconciliarmo-nos com o amigo com quem
rompemos relações é uma fraqueza pela qual se expiará quando,

na primeira oportunidade, ele fizer exatamente a mesma
coisa que produziu a ruptura, até com mais ousadia,
munido da consciência secreta da sua imprescindibilidade.

Arthur Schopenhauer

quinta-feira, 16 de julho de 2009

*LIBRA* (de 23 de setembro a 22 de (outubro)

A mulher de libra
Não tem muita fibra
Mas vibra.
Quer ver uma libriana contente?
Dê-lhe um presente.
Quando o marido a trai
A mulher de libra balança,
mas não cai.
Se você a paparica
Ela fica.
Com librium ou sem librium
Salve, venusina
Que guarda o equilíbrio
Na corda mais fina.

(será??? rsrs)

Vinícius de Moraes

12 Mandamentos das Mulheres.

1- Mulher não mente, e sim omite os fatos.
2- Mulher não fofoca, mas sim troca informações.
3- Mulher não trai, se vinga.
4- Mulher não fica bêbada, entra em estado de alegria.
5- Mulher nunca xinga, apenas é sincera.
6- Mulher não grita, testa as cordas vocais.
7- Mulher nunca chora, lava as pupilas dos olhos com freqüência.
8- Mulher nunca olha para um homem sarado com
segundas intenções, apenas verifica suas formas anatômicas.
9- Mulher sempre entende o que o homem diz,
só pede que explique novamente para testar sua

capacidade de raciocínio.
10- Mulher não sente preguiça, descansa a beleza.
11- Mulher nunca sofre por amor,
e sim entra em contradições com os sentimentos.
12- Mulher nunca engana os homens,
pratica o que aprendeu com eles...!!!


autor desconhecido

Saber Viver

Não sei...
Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada
do que vivemos tem sentido,
se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura...
Enquanto durar...

Cora Coralina

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Elegância


Elegância é um dom que vai além do uso correto dos talheres...
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã, até a hora de dormir.
É possível detectá-la nas
pessoas que elogiam mais do que criticam.
Elegância abrange bem mais do que dizer um simples
"obrigado" diante de uma gentileza.
Nas pessoas que escutam mais do que falam.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom
superior de voz ao se dirigir a frentistas, por exemplo.
Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores
porque não sentem prazer emhumilhar os outros.
A Elegância é possível detectá-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece.
Elegante é quem presenteia fora das datas festivas.
Elegante é quem cumpre o que promete.
Oferecer flores é sempre elegante
É elegante você fazer algo por alguém, e este alguém
jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer...
porém, é elegante reconhecer o esforço, a amizade e
as qualidades dos outros.
É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.
É elegante retribuir carinho e solidariedade.
É elegante o silêncio, diante de uma rejeição...
Sorrir, sempre é muito elegante e faz , um bem danado para a alma...
Olhar nos olhos, ao conversar é essencialmente elegante...
Educação enferruja por falta de uso.
E, detalhe: não é frescura.
Não tenha medo, seja elegante!